Após o Natal, chega a temporada de troca de presentes. A fim de conseguir aumentar as vendas nesta época, as lojas de roupas realizam promoções e ações para tornar o atendimento mais eficiente, conseguindo fidelizar os clientes.

A rede de vestuário Camelo implantou um novo software que agiliza a busca pelo item vendido, fornecendo todas as informações e facilitando a troca. “Nos últimos anos, temos trabalhado bastante os processos de troca para que o consumidor encare isso da forma menos complicada possível. Por isso, desde 2015 implementamos um sistema de automação e emissão de notas especiais apenas para os presentes de Natal”, disse Adriano Camelo, presidente da rede.

Esta mudança possibilitou que a realização de novas compras entre os clientes que vão trocar produtos chegue a 50%. Isso também ajuda a fidelizar clientes, que costumam retornar após serem atendidos com eficiência.

De acordo com Adriano, os itens mais trocados e vendidos são bermudas e peças de banho. Assim, a rede realiza ajustes no estoque destes produtos para atender a demanda do período. “A perspectiva é que nosso volume de vendas em janeiro apresente crescimento em torno de 25% em relação ao mesmo período de 2018”, afirmou.

A grande quantidade de funcionários temporários na época do Natal também deve ser tratada com atenção. A Confederação Nacional de Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que 22% dos 76,5 mil postos temporários gerados para o Natal sejam efetivados. Em 2016 esse número era de 15,2%.

Bianca Borges Santini, gerente de franquias da rede de vestuário Mash, contou que o treinamento dos funcionários é uma das principais estratégias para este período. “Passada a semana do Natal, temos registrado um índice bem alto no movimento de trocas de presentes, principalmente por conta de algum ajuste relacionado ao tamanho da peça. Paralelamente a isso, procuramos aproveitar esse momento para emplacar novas vendas”, disse Bianca.

A executiva acredita que com as boas vendas de Natal, que cresceram 20% em relação a 2017, os resultados de janeiro deverão ser positivos. Ainda de acordo com ela, a temporada de trocas também é boa para a queima de estoques, sobretudo para a empresa, que comercializa vestuário íntimo e roupas de banho.

“Em janeiro, começamos um forte movimento de promoções desses produtos. Dessa forma, o cliente que vem para a loja querendo trocar algum item acaba optando também pela compra de outra peça com estampa ou tecido diferente”, disse Bianca.

A Mash tornou a política de troca mais flexível já que a quantidade de pedidos é muito grande nesta época do ano, sendo importante fazer mudanças para fidelizar o cliente, que poderá comprar na rede em ocasiões futuras.

“Os últimos anos foram muito difíceis em termos de vendas em shopping centers. No entanto, neste ano renovamos nossas expectativas e já desenhamos o mês de janeiro com um aumento de 15% em relação ao mesmo período de 2018”, concluiu a executiva.

 

Fonte: Newtrade
Empresas facilitam troca de produtos para fidelizar clientes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *