A Amazon informou no dia (9/04) o lançamento de uma nova linha de negócio, que irá oferecer a outras empresas a tecnologia utilizada nos estabelecimentos Amazon Go que possibilita o funcionamento de uma loja sem a necessidade de o cliente enfrentar filas ou passar por caixas para finalizar a compra.

À Reuters, a empresa de Seattle informou que o novo negócio se chamará “Just Walk Out” (“É só sair”, em tradução livre) e que ele já possui diversos acordos assinados com empresas que desejam implementar a tecnologia dentro de suas unidades.

A notícia não é bem uma novidade para o mercado: desde o ano passado a companhia está melhorando toda a parte de hardware e software para atingir o máximo de eficiência no sistema, de forma a tornar a solução escalável e possível de ser utilizada por outros negócios.

Todo esse esforço se explica pelo potencial financeiro desse novo setor: de acordo com a empresa Loup Ventures, o mercado de varejo sem caixas deve crescer ata US$ 50 bilhões nos próximos anos.

Ajustes e incertezas
Porém, a solução atual não replicará 100% o que é visto dentro da Amazon: ao invés de escanear um código de barras via smartphone, o consumidor inserirá um cartão físico dentro de uma espécie de catraca e, ao passar novamente o cartão na saída, a empresa debitará o valor. A contagem dos itens, sim, utilizará a tecnologia de câmeras e sensores utilizadas pela empresa de Jeff Bezos.

Apesar de o serviço ter causado furor quando lançado, analistas não têm certeza de que o serviço terá uma demanda expressiva, já que neste meio tempo existem soluções intermediárias que foram desenvolvidas dentro do mercado de automação de caixa. E, ao contrário do que acontece com a Amazon, essas empresas não disputam com negócios como mercados e mercearias em outros planos.

Porém, existe a possibilidade de que esse serviço cresça em áreas que possuem vendas, mas não têm seu forte nessa área, como aeroportos. A empresa informou que a decisão de toda a troca de dados ficará dentro da base de dados dos clientes e que a utilização do valor das compras dentro do programa de fidelidade da Amazon estará à cargo das companhias.

 

Fonte: Newtrade
Amazon irá licenciar para outras empresas estrutura para lojas sem caixas